terça-feira, 17 de junho de 2008

Tributo a (dois) mestres

Depois do textinho sobre o Tarkovsky, aqui vai um brevíssimo post sobre outro grande realizador, o Michelangelo Antonioni - recentemente falecido, salvo erro no mesmo dia do Bergman (!) - com uma cena do magnífico filme Zabriskie Point. Deixo a cena porque funciona por si mesma, e fora do contexto do filme não será spoiler para ninguém. Espero é que seja um incentivo a que o vejam (se já não o viram). Passa regularmente no TCM. A magnífica música (a partir de um minuto e meio, mais ou menos), é dos nossos velhos amigos Pink Floyd. Espero que gostem!



Daniel

5 comentários:

Telmo disse...

Este filme é cómico? É que a cena da explosão repetida vezes sem conta tem piada pela repetição :p

Daniel disse...

Cómico? Hum, nem um bocadinho... Mas que de facto tem piada, lá isso tem...

Walking Metaphor disse...

Fabuloso, já conhecia isto (vi há algum tempo pelos PF) mas não sabia que era do Tony. Fantástica a forma como ele se concentra nos pormenores depois da(s) explosão(ões), no caos. Já vimos tantas coisas a explodir (blow stuff up rules), mas parece que ninguém tem a capacidade de olhar para lá com olhos de ver e fazer arte de altíssima qualidade. Eu pelo menos não...

Depois, ter a...


[modo pita babada on]

...melhor banda de sempre...

[modo pita babada off]


...a tocar para nós ajuda sempre.

Day Tripper disse...

Lindo, lindo...ainda estou a ver o vídeo, para vos mostar as minhas emoções ao segundo...

ouvi falar neste filme toda a minha vida, nunca pude ver!

Careful with that axe, eugene, é o nome do tema dos floyd, e existe um vídeo dele ao vivo no youtube.

Isto é...

foda-se... Sinto-me em cacos estou completamente speechless! Até a escolha dos objectos está incrível...

cheguei agora à parte freak, minuto 4:40... !!!

oh...que ??

Daniel disse...

Quando vi a primeira vez essa cena, foi também fora do contexto do filme, e fiquei de tal forma obcecado que só sosseguei quando vi o filme. É a mais bela cena de destruição que alguma vez vi (quase diria alguma vez filmada...). E sentires-te em cacos é uma descrição especialmente adequada!...