segunda-feira, 9 de junho de 2008

Foge Foge Bandido

Foge Foge Bandido é para mim algo difícil de descrever. Não é um álbum com um livro giro, nem pode ser visto e ouvido como tal. Não é um livro com cd's. Não é um projecto nem uma banda. Foge Foge Bandido são 2 CD's, 80 faixas, um livro de 140 páginas intensamente ilustrado, e acima de tudo uma obra de arte inovadora. Uma lufada de ar fresco no panorama dos lançamentos nacionais. Um trabalho de 10 anos finalmente compilado e editado para que todos dele possam fazer proveito e apreender o que quer que o seu criador tenha querido transmitir. O seu criador? O incontornável Manel Cruz.

Pessoalmente, esperava este lançamento desde que tomei conhecimento do "Foge Foge Bandido", no mínimo em 2006, mas não posso garantir que não tenha sido antes até... O tempo foi passando, entre ocasionais rumores e novos detalhes, e finalmente o dia chegou! Aparece no site da CDGO (JoJo's) a anunciar o seu lançamento para 1 de Junho numa 1ª edição de 1100 exemplares numerados. Cá em casa mora um orgulhoso nº 281 :)


Não vou fazer uma review à obra pois não é algo que se faça de ânimo leve e com duas audições. Acima de tudo isto é tudo menos convencional. E como tudo o que não é convencional, necessita de tempo para ser apreendido. Descreverei mais...

Encontramos o Lado A: O amor dá-me tesão. Encontramos o Lado B: Não fui eu que estraguei. Encontramos ao longo das 80 faixas muitas músicas, canções, umas mais curtas, outras mais longas. Encontramos faixas com ruídos, sons, samples, mosquitos, vozes... uma panóplia de sonoridades. Encontramos muitos instrumentos, muitos não-instrumentos, muitos músicos. Encontramos as letras inconfundíveis. Encontramos velhos companheiros como o Peixe, o Nuno Prata, até o Elísio. Encontramos novos companheiros como o Ruca ou o Eurico Amorim. Encontramos caras conhecidas como JP Simões ou Pacman. Encontramos outros menos conhecidos como o irmão Marcos e a irmã Marta (que «não quer chorar»...). Encontramos dezenas mais.

Nas palavras do autor:
«O Foge Foge Bandido foi um namoro de acasos, descobrir a música das pessoas e não dos músicos e atribuir ao tempo a tarefa de seleccionar o material. Foi tentar ao máximo expressar o processo, com a consciência, claro, de que o acaso se estende ao próprio entendimento desse processo e de que se calhar não percebi nada.»

No fim de tudo encontramos mais uma razão para sorrir: «PERMITIDA A CÓPIA EXCLUSIVAMENTE PARA FINS NÃO LUCRATIVOS» diz nos CD's. O incentivo é aqui correspondido, segue abaixo o link para download. Mas acreditem, vale a pena comprar.

Links:
site oficial
site não oficial
encomendar
DOWNLOAD

1 comentário:

Nã disse...

sou daqueles que saca pa conhecer. se gostar, não falho... compro e já está. como não sou rico, só compro o que já conheço e o que gosto. mas com este tá difícil. tá mesmo esgotado e ninguém se quer desfazer dele (pois claro!).
se alguém quiser vender a edição original, ou souber onde posso arranjar, diga qq coisa.

vicentemanso@gmail.com